Folha Pimentense no Twitter
Folha Pimentense no Orkut Comunidades

Notícias

576 leituras | 000 comentário | Notícias | Geral
quarta-feira, 24 de abril de 2013

Pai curioso? Saiba lidar com parentes chatos no Facebook
COMPARTILHE

Foto: uol

 

Você posta uma foto e aquele parente logo pergunta quem está ao seu lado. Compartilha o link de uma notícia e tem de driblar o familiar que resolve polemizar em sua publicação e brigar com todos que não concordam com o ponto de vista dele. Ou, pior, precisa lidar com o constrangimento do tio que dá em cima das suas amigas...

"As redes sociais permitem que as pessoas mostrem quem elas são. Os familiares que agem assim no Facebook também costumam agir assim na vida, mas nas redes a visibilidade e a repercussão são maiores", afirma a consultora de comportamento profissional e etiqueta social Maria Aparecida Araújo, diretora da Etiqueta Empresarial.

 

 

UOL Comportamento listou os piores tipos de parentes no Facebook e conversou com especialistas para saber como lidar com eles, sem criar uma crise familiar. Acompanhe:

TIA POWERPOINT

O que faz: antes restrita apenas a enviar por e-mail cheios de slides feitos no PowerPoint com reflexões sobre a vida, este tipo de tia encontrou no Facebook um novo espaço para divulgar montagens de fotos de animais fofinhos, desenhos com mensagens edificantes e citações de autores --que, muitas vezes, nunca foram ditas por escritor algum. Há as que se restringem a publicar apenas no próprio mural. Outras, mais empolgadas, postam suas mensagens nos murais alheios.

Quem é: para a psicóloga e psicoterapeuta Miriam Barros, o perfil é característico de alguém que quer chamar a atenção. "Ela quer aparecer e acaba fazendo isso de maneira um pouco invasiva. É uma pessoa que não entende os limites do espaço do outro, e isso é refletido nas redes sociais".

Para Andrea Huggard Caine, diretora de certificação profissional da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos), muitas frases filosóficas dão a ideia de que você quer se mostrar inteligente demais; mensagens de moral fazem parecer alguém que se acha superior e fotos de bichinhos em excesso infantilizam a pessoa.

Como lidar: segundo Maria Aparecida, a melhor maneira de lidar é falando com a tia. "Se você se incomoda com isso, diga que está tentando dar um rumo mais profissional à sua página e prefere compartilhar coisas realmente relevantes", afirma. Vale, também, bloquear seu mural para que a parente não faça da sua página um mural de montagens fofas.

Ampliar

Veja o que a foto do seu perfil no Facebook pode revelar17 fotos

Foto com a família: quem expõe uma imagem dessas na foto de perfil do Facebook quer mostrar para todos o quanto tem orgulho de seus familiares. É tipo de pessoa que coloca a família acima de tudo e sempre a valoriza. "É alguém que tem a necessidade de mostrar para os outros que tem a família para apoiá-lo, que não está sozinho", afirma a psicóloga Miriam Barros. Stefan Pastorek/UOL

MÃE ORGULHOSA

O que faz: publica fotos da pior fase da vida do filho e faz questão de marcá-lo, elogia qualquer coisa que ele faça, não entende quando algum amigo dele faz uma piada e logo parte para defendê-lo.

Quem é: uma pessoa muito distraída, que não tem noção de que aquilo será visto pelos amigos dos filhos e poderá constrangê-los, segundo Miriam. Para ela, pais inconvenientes no Facebook também costumam ser assim na vida real. "É importante se colocar no lugar do outro e pensar se você gostaria que aquele comentário fosse colocado ali. As mães devem se manifestar muito pouco nas páginas do filho, principalmente se ele for adolescente", diz ela.

Como lidar: "Se o filho está se sentindo incomodado, é preciso dar um toque na mãe, pedir para que ela não faça certos comentários. Os pais têm que entender", diz Miriam. Para Maria Aparecida, deve-se explicar que você se sentiu muito exposto. "O Facebook é uma vitrine, a visibilidade é muito grande, é válido dizer que você prefere não expor a intimidade da família na internet", afirma.

PAI CURIOSO

O que faz: pergunta quem são as pessoas que estão com você nas fotos, onde você estava, o que quis dizer com tal frase que postou, se o que você está segurando é bebida alcoólica... 

 Como é: curioso, controlador e impulsivo, aquele que nunca sequer parou para pensar antes de postar.

Como lidar: Ignore. Se persistir, fale pessoalmente, ligue ou mande uma mensagem privada dizendo como você se sentiu com esses comentários. Peça para que ele não pergunte publicamente esse tipo de coisa, pois te coloca em uma situação delicada, afirma. Para Andrea, vale mexer em suas configurações de privacidade e impedir que a pessoa veja suas fotos e publicações. "Um pai que age dessa forma corta o canal de comunicação com os filhos. As redes sociais exigem um comportamento até mais respeitoso e com mais discrição do que aquele que acontece na casa, pois aquilo está aberto para muitas pessoas", diz ela.

PRIMA BARRAQUEIRA

O que faz: basta você postar algo de que ela discorda para que ela arme um barraco em seu post, discutindo com seus amigos que comentaram ali. 

Quem é: "Alguém que quer se manifestar a qualquer custo e dar pitaco sobre qualquer assunto. É intrometida, revoltada e não tem muito bom senso", segundo Miriam. "É óbvio que as pessoas são livres para se expressar, mas se ela pensa diferente de você, deve colocar o ponto de vista dela no próprio perfil, não ficar debatendo no mural alheio. Isso é uma invasão".

Como lidar: para Miriam, se a discussão gerou desconforto com seus amigos, você pode apagar as mensagens da prima e deve conversar com ela, mesmo que seja por mensagem particular no Facebook. Para Maria Aparecida, tudo aquilo que não está de acordo com nossos valores pode ser apagado. "Se a pessoa começa a criar problemas na sua página, vale bloqueá-la", diz. 

Ampliar

Famosos e anônimos definem o que é uma família feliz33 fotos

Como é uma família perfeita e feliz? Anônimos e famosos dizem como é a família dos sonhos. Por Simone Cunha, do UOL, em São Paulo Montagem UOL/divulgação

CUNHADO "LEGALZÃO"

O que faz: curte tudo o que você diz, apoia todas as suas ideias, elogia qualquer foto sua e diz o quanto te ama em cada post seu. A intenção é boa, mas, de tanto rasgar seda, causa constrangimento.

Quem é: alguém carente, que tenta se aproximar daqueles que gosta, segundo Miriam. É o mais amável dos parentes chatos das redes sociais. "É uma necessidade de ser reconhecido pela família, há um afeto muito grande", diz ela.

Como lidar: é preciso ter muito cuidado para não ofendê-lo. "A pessoa dificilmente vai entender a crítica. O jeito é deixar quieto. A partir do momento que você está em uma rede como o Facebook, não conseguirá controlar muitas coisas. Deixe para conversar em último caso, se estiver te constrangendo demais". 

TIO GAROTÃO

O que faz: quer parecer mais jovem do que realmente é nas redes sociais, usando gírias (ultrapassadas), mostrando-se um profundo conhecedor das bandas que só o sobrinho adolescente conhece, dando indiretas para as amigas da sobrinha 30 anos mais novas.

Quem é: alguém que não aceita a própria idade, quer competir com os jovens e não tem muito discernimento, segundo Andrea. "Todos nós queremos ser mais jovens, mas o Facebook não é o lugar para isso e as pessoas vão se afastar dele", diz.

Como lidar: para Miriam, o primeiro passo é não responder ou, dependendo do que foi dito, apagar o comentário inconveniente. "Se extrapolar, é preciso mandar um recado dizendo que ele está passando dos limites e até bloqueá-lo. Dependendo da relação que você tem com ele, pode explicar pessoalmente quando ele vier perguntar", diz ela.

Ampliar

Você está fazendo isso errado: veja como usuários pisam na bola em redes sociais27 fotos

1 / 27

As redes sociais são públicas e servem de megafone para quem se expressa através delas. Apesar de promover o encontro de pessoas e, em alguns casos até salvar vidas, há ocasiões em que elas são um verdadeiro tiro no pé para quem não pensa antes de postar; veja a seguir exemplos, da vida real, de gente sem noção que postou Arte/UOL

PRIMO PROFETA DO APOCALIPSE

O que faz: instaura o terror nas redes sociais, compartilhando notícias --sempre pouco confiáveis-- sobre novas modalidades de assaltos e sequestros. Tanto nos posts dele quanto em comentários nos seus, faz questão de alertar o tempo todo sobre os perigos que estão à solta na cidade.

Quem é: uma pessoa pessimista e negativa, segundo Maria Aparecida. "Alguém que sempre fala de coisas ruins na vida pessoal e no trabalho, e o comportamento se repete nas redes sociais".

Como lidar: para a consultora de etiqueta, o melhor é conversar com ele, seja pessoalmente ou por mensagem privada, dizendo que gostaria de ter em sua página apenas itens alegres e leves. "Peça para que, se ele não tiver nada de positivo a dizer, que não poste em sua página para não te deprimir", diz Maria Aparecida. Se ele só posta na página dele as tragédias, e é um direito que ele tem, basta ocultá-lo.  

uol Visualizar Impressão
PESQUISAR NOTÍCIAS

ENQUETE

Início
Acesso restrito - Administração do website WebMail - Acesso a emails